Confira nesse material desenvolvido para educadores uma série de informações sobre serviços ecossistêmicos!

OBJETIVOS
Subsidiar os trabalhos dos educadores das redes de ensino pública e privada sobre a temática dos serviços da natureza (serviços ecossistêmicos). Na Festa de Flores e Morangos de Atibaia 2019 o assunto será a inspiração para crianças e jovens participarem do Concurso de Desenho.

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – ODS

Professores podem acessar os objetivos específicos de cada ODS no próprio site e também assistir aos vídeos:

E para inspirar os pequenos há uma série de vídeos que explicam os ODSs para crianças. Veja:

                ODS 2 para crianças           ODS 4 para crianças     

                                                  ODS 6 para crianças             ODS 15 para crianças

CONHECER E COMPREENDER

A nossa vida e a de todos os outros seres vivos depende de benefícios que a natureza oferece sem cobrar nada. São os chamados serviços ambientais, que nos afetam direta ou indiretamente, e sustentam toda a vida no planeta.

Em Atibaia, onde acontece a Festa de Flores e Morangos, assim como em todo o Estado de São Paulo, o bioma predominante é a Mata Atlântica, um dos mais ricos em biodiversidade. Há um número incrível de espécies de plantas, animais, fungos e outros microrganismos vivendo neste ecossistema, sendo que algumas dessas espécies não foram catalogadas ainda. O desmatamento, as queimadas e a produção de alimentos com a aplicação de produtos tóxicos são grandes ameaças à sobrevivência de todas as espécies, inclusive a nossa. São atividades que causam a diminuição ou a perda de serviços como a polinização e a provisão de água.

Polinização

As abelhas são os agentes mais importantes neste processo, garantindo a produção de frutos e sementes e a reprodução de diversas plantas. Ao visitar as flores, as abelhas promovem o encontro de células reprodutoras das plantas, favorecendo a fecundação. Assim, ao visitar mais de 200 flores por dia, uma única abelha já ajuda muito na manutenção da biodiversidade. Sem o trabalho delas seria bem difícil comer manga, tomate, maçã e até vestir as nossas roupas de algodão. Isso sem falar no mel, um alimento produzido a partir do néctar recolhido das flores e processado pelas enzimas digestivas das abelhas. O mel sempre foi utilizado pela humanidade e apresenta muitas propriedades benéficas à saúde, além de ser delicioso.

Há também espécies endêmicas, que só existem na Mata Atlântica e em nenhum outro lugar no mundo, como é o caso do mico-leão-preto, espécie que se tornou símbolo do Estado de São Paulo e que só pode ser encontrado na região do Pontal do Paranapanema. Há 35 anos o IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas desenvolve pesquisas sobre o mico-leão-preto. Foi essa espécie que levou à criação do IPÊ. A maior ameaça à conservação do mico-leão-preto é a fragmentação das florestas que ocasiona o isolamento e declínio das populações restantes, a consequente degradação do seu habitat e a perda dos serviços que tanto nos afetam.

Água

Quando o assunto é água temos que ficar muito atentos, pois ela é vital para a sobrevivência de todas as espécies. Além de saciar a sede e de ser utilizada para a alimentação, para a higiene pessoal e de nossas casas, a água ainda é necessária para atender às necessidades agrícolas, industriais e de serviços.

Pertinho de Atibaia, em Nazaré Paulista, quem passa pela Rodovia D. Pedro I, consegue ver a represa Atibainha que forma o Sistema Cantareira com mais quatro reservatórios: Jaguari e Jacareí em Bragança Paulista, Cachoeira em Piracaia e a represa Paiva Castro, em Mairiporã. O Sistema Cantareira abastece mais de 7,6 milhões de pessoas na capital e municípios da região metropolitana de São Paulo. As regiões de Campinas e Piracicaba também recebem água desse que é um dos maiores sistemas de abastecimento de água do mundo A água também é um
serviço ecossistêmico que depende muito do cuidado com as florestas, pois elas protegem os mananciais assim como os nossos cílios protegem os olhos.

 Apesar de tudo, os seres humanos poluem a água por meio de ações incorretas, que podem atingi-los de forma direta. O despejo de resíduos no ambiente é um exemplo do que devemos evitar para que não ocorra a contaminação da água. O desmatamento também compromete a qualidade e a quantidade da água, já que quando o solo fica exposto ou com uma vegetação fraca – como o capim ralinho de muitas pastagens – é mais difícil para a água infiltrar e nesse caso o que acontece é um processo chamado lixiviação – quando a água da chuva escorre superficialmente e carrega com ela uma série de nutrientes para os cursos d ‘água, assoreando os rios.

 Confira aqui o livro e dicas para as aulas de leitura