Educadores contam a partir deste mês com o suporte do projeto Semeando Água também no desenvolvimento de material de apoio.  Com a publicação aqui no site, o conteúdo também fica disponível para educadores e demais interessados. O desafio socioambiental é enviado todos os meses para educadores dos oito municípios do Sistema Cantareira onde o projeto atua: Bragança Paulista, Joanópolis, Mairiporã, Nazaré Paulista e Piracaia, em São Paulo, além de Camanducaia, Extrema e Itapeva, em Minas Gerais. 

O projeto Semeando Água é uma iniciativa do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas com patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental e Governo Federal. 

 

 

OBJETIVOS

Diminuir o volume do lixo que vai para os aterros sanitários e produzir adubo de qualidade para hortas e jardins, por meio da construção de uma composteira.

 

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – ODS

Assista ao vídeo ODS 11 para crianças.

Veja como é possível relacionar as metas deste ODS com as atividades que vocês podem proporcionar aos alunos promovendo “escolas sustentáveis”.

POR QUE CONSTRUIR UMA COMPOSTEIRA?

Esta aventura socioambiental vai fazer você̂ dar uma enorme contribuição para um mundo mais sustentável. Quer saber como? Então, responda: você̂ sabe exatamente o que está dentro do seu saco de lixo? Você̂ sabe qual é o destino do lixo que você produz?

Em média, no Brasil, cerca da metade dos resíduos produzidos nas residências é composto por materiais orgânicos, que são cascas de frutas e legumes, folhas e restos de alimentos.

Já́ temos a Política Nacional de Resíduos Sólidos, para ajudar a melhorar a gestão dos resíduos no país. Infelizmente, boa parte do lixo que é coletado no Brasil ainda é depositado em lixões a céu aberto, atraindo animais que podem transmitir doenças ao ser humano. Além disso, a decomposição do material orgânico produz o chorume, um líquido que pode penetrar no solo dos lixões e contaminar os lençóis de água subterrâneos.

Coletar o lixo e destiná-lo corretamente aos aterros sanitários custa muito caro, além do CO2 que é emitido pelos caminhões e máquinas compactadoras, contribuindo para o aquecimento global.

Por tudo isso, o desafio deste mês é: e se cada residência, empresa ou escola tivesse a sua composteira? Se, em vez de poluir o ambiente, os resíduos orgânicos virassem adubo para hortas e jardins?

A compostagem é uma prática bem antiga nas áreas rurais. Hoje em dia, com o aumento das populações (e da geração de resíduos) nas zonas urbanas, a compostagem começou a ser praticada nas casas e até em apartamentos. No começo, você̂ pode achar estranho, afinal será́ uma atividade nova, mas logo logo todo mundo se adapta aos novos hábitos produzindo muitos benefícios ao meio ambiente.

Mais vida, menos lixo/resíduos! Além de diminuirmos a quantidade de resíduos que ficam no ambiente, com a composteira e a ajuda das minhocas estaremos produzindo um adubo muito nutritivo para as plantas e este é um grande incentivo para construirmos as nossas composteiras.


RECURSOS NECESSÁRIOS

  • 3 caixas ou baldes de plástico reutilizáveis
  • furadeira (com brocas 1 mm e 4 mm)
  • estilete ou tesoura
  • torneira plástica

 

PONDO A MÃO NA MASSA

Agora, que você já entendeu a importância da compostagem dos resíduos orgânicos para diminuir a poluição ambiental, que tal organizar na escola a construção da composteira?


1º Passo: separe materiais

Escolha 3 recipientes de plástico iguais com tampa (eles ficarão empilhados e por isso precisam ser iguais, para encaixar uns nos outros). Pode ser qualquer tipo de recipiente, com qualquer formato. O tamanho deve ser compatível com a quantidade de resíduos orgânicos que são produzidos diariamente. Em uma escola muito grande, onde se produz muitos resíduos, talvez seja necessário construir duas composteiras ou mais. O ideal é buscar reutilizar materiais (baldes de margarina, que podem estar disponíveis em padarias, por exemplo), pois estaremos evitando o descarte desses plásticos na natureza. Depois de definir os recipientes que irão utilizar, organize os outros materiais para a preparação da composteira.

2º Passo: prepare a composteira

 

 

 

 

 

 

 

 

3º passo: montando a composteira

Coloque o primeiro balde, aquele onde foi instalada a torneira, embaixo. O segundo balde vai sobre o primeiro e é onde você vai colocar um pouco de terra com as minhocas, em seguida os resíduos orgânicos (como as cascas de frutas, legumes, folhas, casca de ovo, pó de café) cortados em pedaços pequenos e, por cima deles, folhas secas de árvores ou serragem, que pode ser facilmente encontrada em marcenarias. O papel deste material seco é equilibrar a umidade e a temperatura da composteira. Coloque o terceiro balde sobre o segundo; ele agora estará vazio, mas depois será importante. Veja mais dicas aqui neste vídeo.  

 

4º passo: mantendo a composteira ativa

Quando o segundo balde estiver cheio, com camadas de resíduos orgânicos e material seco, você vai começar a encher o terceiro com as mesmas camadas, de terra, resíduos orgânicos e folhas secas. Quando as minhocas terminarem o trabalho de decomposição do material do segundo balde, elas começarão a subir para o terceiro balde, atraídas pela comida. Espere mais uns 30 dias e já poderá retirar o material do segundo balde para utilizar como adubo nas plantas. Após retirar o adubo do segundo balde, coloque-o sobre o terceiro e assim você irá alternando sempre que o balde do meio ficar cheio.

Cerca de dois meses após o início da construção da composteira o adubo poderá ser retirado. O adubo, que também pode ser chamado de “composto orgânico” ou “húmus”, é bem escuro, com cheiro e aparência de terra úmida e tem muitos nutrientes. Enquanto o adubo não fica pronto, você pode ir utilizando o chorume, que é o líquido que vai ficar acumulado no terceiro balde. Se estivesse num lixão, sem nenhum tipo de tratamento, poderia contaminar o solo e a água. Mas se for utilizado na proporção correta (1 parte de chorume misturado a 10 partes de água) o chorume também serve para cuidar das plantas e combater pragas.

 

COMPARTILHANDO A EXPERIÊNCIA

Para celebrar a construção da composteira, peça a um dos participantes para fotografar ou filmar todas as etapas. A ideia é produzir um “diário de bordo”, para mostrar às pessoas o quanto o processo é simples e divertido. Para isso, é importante seguir um roteiro:

  • Reunião para definir o tamanho, a capacidade e o local onde ficará a composteira e providenciar as minhocas;
  • Escolher os recipientes e separar o material necessário;
  • Filmar e/ou fotografar cada etapa de construção e explicá-la. A explicação pode ser feita por meio de legendas no vídeo ou por um narrador;
  • Não esqueça de mencionar os nomes das pessoas envolvidas diretamente na construção da composteira e o local onde vocês estão. Aproveite e marque o Projeto Semeando Água com a #ProjetoSemeandoÁgua